O aumento da crise econômica por conta da pandemia se tornou ainda mais evidente na vida de todos nós.Empresas falindo, desemprego em alta, essa avalanche de problemas atingiu também aos condomínios que em meio da crise buscam soluções para contenção de gastos, pois muitos vêm sofrendo com queda de arrecadação devido a inadimplência de alguns condôminos.
Neste cenário de incertezas e escassez tem crescido o apelo de moradores para que de todas maneiras válidas e possíveis reduzir custos, alguns métodos já tradicionais em tempo de difíceis são praxe: redução consumo contas de água e energia elétrica, postergar compra de produtos supérfluos e reduzir quadro de funcionários, aliás avaliando cuidadosamente balancetes condominiais sabemos que de 45% até 55% das despesas prediais são com a folha de pagamento.Diante de tal constatação muitos síndicos, gestores prediais e administradores, têm avaliado o serviço de portaria remota como uma solução que vem se tornando economicamente viável frente ao serviço de portaria tradicional, que em muitos caso vem se tornando antiquado e inseguro.
Sem porteiro no local, o condomínio consegue dispensar o custo mais elevado e economizar valores que podem alcançar porcentagens estimadas de 60% até 80% na redução dos custos recorrentes do condomínio, sem contar ao longo do tempo a economia com encargos e eventuais processos trabalhistas.
O sistema de portaria remota é uma solução que promete unir o aumento no nível de segurança e a tão sonhada redução de custos em tempos de crise para condomínios, não importando o tamanho do seu condomínio, esta solução deve ser avaliada, pois tem se mostrado eficaz, segura e econômica.

Sair da versão mobile